Posts

Showing posts from December, 2015

Dê um livro de presente no Natal

Image
O Livro Caderno de Ontem tem 90 narrativas curtas.Ainda que, existam os insistentes em rotular as prosas marcadas pelos signos comuns do autor(que escreveu muita poesia), como prosa poética,consta para mim, uma linguagem bem direta nesses relatos em cafés ou outros refúgios.Foram contos curtos escritos em 2006, inéditos até o momento. Leia um dos tantos contos com nome feminino como título: Valéria ...a cada dia uma mulher diferente, as pequenas flores circundavam as brancas maiores, pequenas e espiraladas, um estilizar de pétalas imitando o labirinto no vestido.
Não há como evitar a ilusão de múltiplos caminhos - de todas as imagens, labirintos: espirais, angulares, retilíneos - detentores de no máximo duas ou três reais saídas, para os começos despercebidos.
Sua maneira de ser todas as mulheres que ela era: superava expectativas e barreiras.
O cabelo tinha cores metamórficas, brotadas de si mesmo.
O tom do corpo era o da sua alma, alçando Vôo ou arremessada.
Os lábios de mordiscar-…

Sobre o Livro Em um Mapa sem Cachorros

Image
JULIO ALMADA:

ENTRE A TRADIÇÃO E A MODERNIDADE, A POESIA


A poesia surgiu em tempos imemoriais e segundo a história do Ocidente teria se desenvolvido primeiramente na Grécia. Ela é uma forma de cantar a memória dos homens, de exprimir sua alma, suas emoções, suas visões de mundo. Toda vez que surge um novo poeta , o cantar da Humanidade se renova. Este é o caso de Julio Almada. Ele transita entre a tradição da poesia do séc. XIX ( Baudelaire) até chegar à poesia moderna de nossos tempos. Ele dialoga em seus versos com poetas do porte de Fernando Pessoa, Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira, Mario Cesaryni. Utilizando-se do manancial dos poetas ( as metáforas , rimas, aliterações, assonâncias, anáforas), constrói novas sonoridades e novas formas imagéticas em seus poemas.
T. S. Eliot já dizia num famoso ensaio sobre poesia e sociedade, que a função social do poeta é renovar sua língua, é levar a seu povo uma nova forma de dizer as palavras, fazer com que surja uma nova forma de e…

Ajude o escritor e receba um livro eletrônico

Image
Sou um Escritor independente transitando por várias expressões, inclusive o teatro e a música.Atuei como professor e tradutor literário.Estava trabalhando em uma empresa até Outubro do ano passado, porém fui demitido.Tenho Tentado continuamente um novo trabalho regular, mas atualmente tenho várias limitações para produzir e ter resultados financeiros com meu trabalho direto, devido a um problema de saúde mental que meu filho enfrenta há 4 anos. Há progressos e está realizando tratamento(mas ainda tem crises frequentes em trajetos,mesmo tratando-se de ir e voltar do tratamento e isso exige dedicação quase exclusiva.uma alternativa seria contratar um acompanhante terapeutico e isso custa bastante), preciso encontrar alternativas para dar continuidade ao tratamento, assistência a ele e sobrevivermos.Pago aluguel e todas as demais despesas.Tenho tido dificuldades com o transporte dele(ele tem crises dentro de onibus) pois isso causa transtornos e acabo tendo que dedicar-me em tempo integr…

Caderno de Ontem em Curitiba

Image
Lançamento em Curitiba

Data:13/12/2015
Horário: 10:00 - 13:00
Local:Feira do Poeta - Largo da Ordem - Curitiba


O Livro Caderno de Ontem - Livro de Contos Curtos, 102 páginas
Este Livro tem em torno de 90 narrativas curtas, escritas na sua maioria, na livraria da travessa na travessa do ouvidor no Rio de Janeiro.Outras narrativas foram escritas em cafés aqui em Curitiba. São Textos de 2006. Leia um dos contos: Esperanças
Uma grande fortuna é uma grande servidão.
(Séneca)
Pode a pá do ventilador, esquartejar minha solidão e, exterminá-la com sabedoria ou qualquer sábia demência?
Ou minha queda entre um vão de pedra e os nefastos gritos ao redor: libertar-me do que sou e não gosto?
É o tempo do medo da morte ser mais macabro que a própria morte.
Julio Urrutiaga Almada -----------------------------------------------------------------------------------



Julio Urrutiaga Almada é poeta, professor, tradutor literário e dramaturgo. Transeunte do Mundo. Identificado com a realidade latino-americana…