Posts

Showing posts from February, 2012
Image
Nosso Fósforo

Sequestrar tua pupila
É a pira do meu olhar.
Só tua boca tranquila
Pode a minha acalmar.

Eu gosto é de conter
Fogo com gasolina.
Apagar e derreter
O céu desde a retina.

Tempestade de areia e deserto
Lua brilhante em tua mão
Dor no gozo ao certo

Cada carícia: maldição
Nada vejo estando perto
Afio as asas na prisão.

Julio Almada, Do Livro Poemas Mal_Ditos

www.poemas-mal-ditos.blogspot.com
Image
Travessia



Parece que Morrerei amanhã:
Cortando o que não é alma,
O sangue é uma bala-irmã.
E matando mantém vivo
O que se diz corpo e é:
Sem saber porto e desatino.
Quero libertar a alma do corpo
Porque só de alma vive o morto.



Julio Almada