Tuesday, November 03, 2009








Brilho de uma lua


Desnuda a lua?

Desnudos, estamos nós,

Cobertos de alguns veludos,

Tecidos longe da voz,

Dos nossos, muitos sentidos.

Nudez absoluta,

Despidos do que já fomos.

Luz seduzida.

Réstia sem crisântemos.

Nu seria bom,

Achar-me,

Entre os pertences,

Ao qual pertenço.

O imenso

Que me pertence

Ao desnudar-me.



Julio Almada do Livro dos Silêncios

1 comment:

sueli aduan said...

Achar-me,

Entre os pertences,

Ao qual pertenço


Belo poema!!!!

Poemas Reclamados

Loading...