Estarrecido

Há uma cidade submersa na cidade
Outra há em mim.
Não uma senão uma
Que emerge à diário
E outra ainda soterrada.
Uma de enganos sobre tudo
Outra de acertos no deserto.
E ainda quando é noite
No céu, equívoco de outras,
Nas minhas é luz ou,
O grito
De alguém que não me ouve.

Julio Almada, Hora Tenaz

Comments

Anonymous said…
Há uma cidade
que submerge no deserto...
...e...
...ninguém mais ouve!
Deisi

Popular posts from this blog

Heracles

A Deus Curitiba